Começar a viagem por São Paulo


A avenida Paulista em toda sua extensão reúne atividades econômicas e culturais da maior importância para São Paulo e muitas vezes para o Brasil. Ao longo dos seus pouco mais de três quilômetros abriga o novíssimo prédio-sede da Petrobras; como a tradicional Fundação Casper Líbero que historicamente formou muitos dos mais importantes jornalistas do país, e que a radio difundiu as notícias essenciais do panorama nacional.
Palco de manifestações de toda ordem, reúne eventos incontáveis como a gigantesca, alegre e colorida Parada Gay ou a tradicional Maratona Internacional de São Silvestre.
No alto dos prédios desta avenida concentram-se o maior número de heliponto em uma única região e um “transito” impressionante de helicópteros.
Abriga continuamente importantes e expressivas exposições de arte em museus como o MASP (Museu de Arte de São Paulo) – criado por Assis Chateaubriand e com projeto de Lina Bo Bardi, que permite com sua arquitetura ímpar e arrojada - ainda para os dias de hoje, integrar visualmente pelo seu grande vão livre a visão completa dos arranha-céus do Centro da cidade (distante uns tres quilometros) com a preservação da natureza - no lado oposto ao Museu: uma área remanescente da Mata Atlântica, em pleno coração da cidade, o Parque Trianon, Tenente Siqueira Campos. E como bem escreveu Caetano Veloso sobre São Paulo: “da dura poesia concreta de tuas esquinas...” surgem os trabalhadores que utilizam o Parque como via de acesso e aqueles que lá vão buscar caminhadas, exercícios físicos, Tai Chi Chuan ou passear com seus filhos.
Em termos culturais, ainda encontra-se Galeria do Banco Central, o Museu da Numismática; galerias contemporâneas como a da FIESP, da Caixa Economia, do SESC e do Itaú. Com cinemas, teatros e shows.
Mega livrarias tradicionais como a Cultura no prédio do Conjunto Nacional, Martins Fontes ou a mais recente francesa FNAC.
A Casa das Rosas no início da Avenida, antiga residência do início do século passado, é hoje o Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura.
É essencial um olhar atento e ávido para aproveitar o que se traduz dessa mistura de tradição e modernidade!

Maria Cristina Neuscheffer de Oliveira, minha amiga-irmã vivia me incentivando a transformar meus textos de viagem em um blog: Cris você conseguiu! Agora me aguenta!!

Há pouco mais de um ano conheci o a
rquiteto argentino Jorge A, que mora no Rio de Janeiro. Ele pediu-me para escrever uma visão mais romanceada de alguns pontos de São Paulo para mesclar a um texto dele técnico que seria publicado no O Clarim em Buenos Aires. Aceitei na hora, pois sempre amigos e amigos de amigos me escrevem pedindo um roteiro para visitar a cidade e ter um olhar paulistano.
Como não nasci aqui, falo um pouco como "filha" mesmo dessa cidade e um pouco como turista que adora explorar o que ela tem de melhor.

A foto é de Buenos Aires, tirada recentemente, e em homenagem ao motivo do texto.

1 comentários:

Ma.Cecilia disse...

Bien hecho !!!!! Karina..... ahora viajeré con tus palabras... besos, Cecilia

assine o blog!

Digite seu endereço eletrônico abaixo e receba novos posts por email:

Delivered by FeedBurner

seguidores