Namaste



Estah escrito bem grande no desembarque do Aeroporto de Delhi.
(Namaste: o Deus que habita em mim saúda o Deus que habita em voce!)
Ainda no "finger", ao descer do aviao que trouxe a Gabriela e a mim a India, uma pomba entrou corredor adentro e sobrevoou nos duas!!
Vinte e sete horas se passaram desde que o aviao fechou as portas em Sao Paulo ateh este nosso primeiro destino: Delhi. Mal dormir, comida de aviao, pes inchados, varias linguas...
Ufa!
Quando desembarcamos e a Lili, uma linda e simpatica senhora indiana nos esperava com um luxuoso carro com motorista para trazer-nos a Jaipur, pensei: agora vou descansar!!

Grande engano!
Primeiro a diversidade cultural ia me fascinando a cada olhar. Descobria tantas coisas ao mesmo tempo que nem tinha como perguntar e absorver tudo. Mas isso fica pra depois. De reprente meu foco centrou-se em algo que sempre ouvi falar: o caos no transito! Se alguem sem ter visto isto repetiu involuntariamente, imagino! Enganou-se! Impossivel imaginar isso!
Se por um lado eu fiquei fascinada com os carros enfeitados com guirlandas de flores fortemente coloridas (naturais ou artificiais); com os desenhos e recortes feitos em carrocerias de onibus, caminhoes, camionetas e ateh de alguns carros - todos em pessimo estado de conservacao, mas absolutamente criativos! Por outro lado, identificar todos os "meios de transporte disponiveis" (prometo contar isso ilustrado por fotos que neste momento teimam em mostrar-se indisponiveis) nada fez-me desviar o foco do transito!
Motos velhissimas com tres passageiros adultos e uma crianca de colo, pacotes e velocidade. (Os motoboys em Sao Paulo sao calmos e gentis!) Carroças puxadas por camelos, pedestres, carros, onibus, caminhoes, pastores e seu rebanho de ovelhas... Uau!! Tudo junto e ao mesmo tempo.
Quem relaxou!?
Para viajar pouco mais de 200 quilometros foram cinco horas. A estrada eh boa. O problema sao os motoristas! (E o nosso soh ria de nos.) Andam alucinadamente em qualquer direcao, a toda e buzinando, o que me fez como designer concluir:

O primeiro item de fabrica mais importante de um carro, a buzina. Segundo, o freio! Se o carro da frente nao saiu com as insistentes buzinadas eh bom o freio funcionar!!
Jaipur, India, 7hs30 na frente do horario brasileiro de verao
Assim que encontrar um teclado que me obedeca, reescrevo este texto com as devidas correcoes.


4 comentários:

Roberta disse...

Ao que parece vcs terão muitas histórias pra contar na volta... e muitas fotos tbm!!! Bjos, Roby

Éia disse...

Olá! Como é bom conhecer novas culturas...é algo inenarrável!Curta tudim para contar no retornooooooo saudades Éia and family

Emile disse...

Bonjour Karina, chaque nouvelle page de ton caderninho me fait rever. Merci de nous faire voyager avec toi!
Miel

Karina Achôa disse...

Recebi e compartilho com vocês:

O^Boneca, estou gostando muito de suas viagens. claro que continuarei a ler. Deve ter coisa para caramba para você contar. Vejo teu avô descrevendo as viagens dele... E como ria.!
Que saudade, beijão TÊ

Therezinha Furtado Gomes

assine o blog!

Digite seu endereço eletrônico abaixo e receba novos posts por email:

Delivered by FeedBurner

seguidores